Outubro Rosa : Doação de cabelos para mulheres com câncer

Sem dúvida alguma, a melhor forma de se viver é compartilhando o amor. Seja com um abraço, com um sorriso e também através da empatia, ou seja, na capacidade de se colocar no lugar do outro e contribuir com a felicidade do próximo.


Estamos no mês de outubro e ele é muito significativo para nós, mulheres, em todo o mundo.


O Outubro Rosa é um movimento popular mundialmente conhecido e originado dos Estados Unidos. Lá, vários estados faziam mobilizações em prol da prevenção e combate ao câncer de mama no mês de outubro. Porém essas mobilizações eram de feitas por tais estados de forma isolada, não tinham ligações um com outro.


Aqui no Brasil, a primeira manifestação vista, em relação ao Outubro rosa, foi em 2 de outubro de 2002 na cidade de São Paulo onde o monumento Obelisco do Ibirapuera foi iluminado todo de rosa de forma a chamar a atenção para a causa.


Falando um pouco sobre o câncer de mama



Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é caracterizado pelo desenvolvimento desordenado das células na mama, gerando células anormais e gerando tumores. Há vários tipos da doença, por isso sua evolução pode ocorrer de formas diferentes. Umas de forma mais lentas e outros com a reprodução de células bem acelerada. Por isso a importância de sempre se autoexaminar e estar em dia com o preventivo médico.


Entre as mulheres, o câncer de mama é o segundo maior tipo da doença. Perdendo apenas para o câncer de pele do tipo não melanoma.


Os fatores de risco da doença são diversos, sendo a idade um dos maiores motivos. A maioria dos casos ocorre após os 50 anos. Outros fatores que contribuem para o aparecimento da doença são o sedentarismo, a obesidade e sobrepeso após a menopausa, o consumo de bebida alcoólica e a exposição a radiações ionizantes (Raios-X)





Prevenção


O Instituto Nacional do Câncer enfatiza que cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser prevenidos com a inclusão de hábitos saudáveis como.


  • Manutenção do peso corporal adequado,

  • Menos consumo de bebidas alcoólicas;

  • Amamentação;

  • Prática de atividades físicas,

  • Alimentação saudável;

  • Não utilização de hormônios sintéticos como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.

  • Auto exame.




A Quimioterapia e a Queda dos cabelos


O tratamento indicado varia para cada tipo e manifestação da doença classificada por tipo. Sendo eles:

  • Tipo I e II- Estas são as fases iniciais do câncer e o tratamento habitual é a cirurgia, podendo ser mais conservadora que é quando há a retirada apenas do tumor ou a mastectomia que é a retirada do tumor e da mama afetada. Sabemos como essa retirada da mama afeta as mulheres, afinal é um sinônimo de feminilidade. Por isso, após a mastectomia também pode ocorrer a reconstrução da mama através de próteses.

Após a retirada, a radioterapia pode complementar o tratamento, se necessário.

  • Tipo III - São tumores maiores que 5 centímetros, ainda localizados. Neste caso a indicação é o tratamento sistêmico que na maioria das vezes é a quimioterapia.


  • Tipo IV – É a fase mais avançada da doença e nesses casos o indicado são tratamentos paliativos de forma a dar uma maior qualidade de vida ao paciente.

Como pudemos ver, para cada estágio da doença existe um tipo de recomendação médica. Porém umas das primeiras coisas que as pessoas pensam quando se trata de câncer de mama é a perda dos seios e dos cabelos, afinal eles simbolizam a feminilidade. Porém, sabemos que apesar de serem partes do nosso corpo que fazemos questão de sempre cuidar e deixa-las bonitas, não são essas partes que irão definir o quão maravilhosas, lindas e guerreiras somos.


A mulher vai além dos seios e cabelo! A Mulher é símbolo de amor, de renascimento, de companheirismo, de cuidado. Ela é um ser especial!


No caso do tratamento feito com a quimioterapia, ele acarreta a queda dos cabelos porque age no combate às células que se multiplicam de forma acelerada e no caso, a célula que faz o cabelo crescer é uma delas. Entretanto, não são todos os tipos de quimioterapias que fazem o cabelo cair.

Mas se cair? O que fazer?


A empatia e o amor ao próximo


Não podemos negar que perder os seios e os cabelos de forma tão repentina não é algo tão simples de ser superado.


Enquanto algumas mulheres demonstram uma força de onde nunca se viu, outras demoram um pouco mais para aceitar o tratamento e seus efeitos e seguir em frente.

Esse período que envolve aceitação e adaptações no processo de cura do câncer vai além de tratamento clínico. É um momento onde o emocional da mulher está “em turbilhões”.


Além disso, não é somente o paciente que passa por toda essa desconstrução. A família e amigos também vivenciam esse momento de mudanças e adaptações e a ajuda de pessoas que não estão diretamente envolvidas nesse processo pode ser muito bem vinda.





Como podemos ajudar?


Além do apoio emocional, transmitindo força, boas energias, abraços, sorrisos e experimentação de boas sensações, também podemos doar o que temos.


É muito comum vermos em hospitais oncológicos grupos de voluntários que levam até esses pacientes sua presença, música, veem se precisam de algo específico (acredite! Quem nunca passou por situações assim, muitas vezes não compreendem o que é realmente importante), levam lenços e toucas confeccionados com muito amor e também existe a doação de cabelo.


Acredite! Quando temos empatia pelo próximo,

ganhamos mais do que doamos!

Como contribuir com a doação capilar


Aqui eu sempre incentivo você a cuidar com o que há de melhor o seu cabelo e a ficar cada vez mais linda. No entanto, mais que isso, a importância de ser útil e distribuir amor ao próximo está acima de qualquer beleza exterior, pois ela demonstra o quão linda você é por dentro.


Quero te incentivar a ter um ato de empatia e solidariedade ao próximo através da doação capilar.


Quem pode doar?


Segundo o Grupo Luta pela Vida, qualquer tipo de cabelo pode ser doado. Desde cacheados, lisos, com mechas e até mesmo cabelos mais curtos podem ser utilizados para confecção de perucas para doação.


Por que doar?


Esta iniciativa proporciona mais autoestima às mulheres que se sentem incomodadas com a queda de cabelo.


Como é feita a doação ?


Algumas organizações intermediam essa captação do doar e entrega ao paciente como:


  • Cabelegria – “ É uma ONG que arrecada cabelos, confecciona e distribui perucas para pacientes com câncer via Correios e por meio de Bancos de Perucas (itinerante e fixos).”

“Adote uma peruca, adote sorrisos.”


  • Rapunzel Solidária – É uma associação, com sede administrativa em São Paulo, composta por trabalhadores voluntários e que recebem doações de todo Brasil. Seu lema é:


“Doamos amor em forma de peruca”


  • Fundação Laço Rosa -“Somos um grupo de pessoas que luta diariamente para mudar a realidade do câncer de mama no Brasil.”


“Afinal, o Laço que nos une é a Vida!”







Todas estas instituições são extremamente bem conceituadas e possuem uma capacidade enorme de suprir a demanda para quem quer doar e também para pacientes que desejam receber as doações.


Se após conhecer um pouquinho mais sobre esse momento de reconstrução, que é o enfrentamento do câncer de mama, você sentiu o desejo de colaborar, clique em cima de cada instituição citada acima e conheça cada uma delas. Tenho certeza que você irá olhar com outros olhos o valor da causa!


Ah! Não se esqueça de se prevenir através de exames clínicos e diários e ajude a conscientizar quem você ama compartilhando mais conhecimento.


Vamos nos unir e transformar esse mundo num lugar melhor de se viver através da empatia e do amor ao próximo!